terça-feira, 22 de dezembro de 2009 0 comments

Noite feliz

Hoje chegaram cartões de Natal pelo correio, pela internet, dos amigos de mais de quinze anos de amizade, dos amigos de poucos meses atrás... Mamãe apareceu no Skype para avisar que está indo para casa da vovó...

Aqui na Holanda, esqueceram do Natal. O papai Noel chegou no dia 05 de dezembro, trocamos presentes, teve jantar. Mas esqueceram da chegada do Papai do Céu. Não querendo ser tradicionalista, mas Natal é legal: família, Chester (a nova tradição do Natal), amigo secreto, vovó, oração de mãos dadas com a família toda, mamãe tentando convencer todo mundo a ir à missa, papai tomando cerveja...

Curtam tudo isso!!! Cada minutinho! Lambam os dedos no peito do peru! Tomem espumante da cesta de natal! E dê um abração na mamãe!

FELIZ NATAL!!!!!!!!!!!!!!
sábado, 12 de dezembro de 2009 0 comments

Dois mundos

Cerca de quatrocentas pessoas foram presas por protestarem em Copenhague durante a reunião da ONU. Os manifestantes eram os belos ambientalistas europeus que sonham com um mundo menos dependente do petróleo, um mundo mais perto da natureza.

Pela internet, também pude receber notícias de São Gabriel da Cachoeira. Não, não houve manifestação pelo clima, nem se comemorou o Dia Internacional dos Povos Indígenas. Pelo telefone, só pude saber que mais jovem Baré cometeu suicídio.
quinta-feira, 3 de dezembro de 2009 1 comments

Pé de Cará


Feche os olhos e imagine um quintal de casa, coloque umas mesas de ferro ao redor de um pé de cará... Este é o ambiente para do Pé de Cará, o salão de danças (?), discoteca (?) mais tradicional de São Gabriel da Cachoeira.

Merengue, forró, brega e Kuximawara (do Nheengatu, kuxima = antigamente; wara = o que tem origem em > Kuximawara, "o que vem de antigamente", por extensão "música de antigamente")... Um repertório completo de músicas que minha ignorância paulista não permite citar.

Chame todo mundo: os militares, os policiais federais, os moradores da região (tanto migrantes nordestinos quantos os índios das 23 etnias)... Claro, têm mulheres também... Muitas... com seus negros cabelos lisos... Algumas lindíssimas (são as que romperam com o sistema); outras, já cansadas... Mas todas excelentes dançarinas e com um sorriso cativante...

Basta agora dançar a noite toda... Se cansar, pede uma aguinha de coco.
0 comments

De volta

Depois de quatro voos (São Gabriel - Manaus - São Paulo - Paris - Schipol) finalmente cheguei em... casa? (ou saí dela?) Claro, cheguei sozinha, afinal as malas se perderam em Paris (europeus e sua eterna dificuldade de fazerem coisas simples como entregar as malas no lugar certo).

A menina do guichê da KLM foi super simpática, parecia mesmo envergonhada de terem perdido minha mala... Somente quando cometem erros percebemos que existem seres humanos aqui... Caso contrário são só as máquinas e suas informações úteis: esteira onde (deveria estar) sua mala; caixa automático para pagar estacionamento; cancela automática para sair do estacionamento...

Eles precisam cometer mais erros de vez em quando, né? Só pra gente ter certeza de que são de carne e osso como eu e você.
 
;